Cedo Venho

Portal de Noticias

Cantores e pastores que se divorciam: o que Deus pensa sobre isso?

jabes-alencar-e-mulher

No início desse ano o Portal do Trono publicou sobre a separação do Pr. Jabes Alencar e sua nova relação. À época, muitos foram os comentários de pessoas reprovando a atitude de um dos maiores pastores do estado do Rio, e melhor amigo do Pr. Silas Malafaia.

Porém ele não é o único: a cantora gospel Lauriete, ex-deputada federal, também se separou de seu marido e casou-se no ano passado com o senador Magno Malta, que é militante da chamada “família tradicional brasileira”. Seguem na lista também o cantor e pastor Kléber Lucas, que já se casou 3 vezes, e atualmente está com a ex-mulher do jogador Romário.

Mas afinal, cristão pode ou não se divorciar? A resposta não é tão simples de ser dada, por uma questão simples: tudo que envolve a natureza humana é complexo demais para ser taxado disso ou daquilo, e esses pastores e cantores provam na pele como é difícil se ater ao que Jesus diz sobre não poder se casar duas vezes.

Jesus disse: “Todo aquele que se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério contra ela. E, se ela se divorciar de seu marido e se casar com outro homem, estará cometendo adultério”. (Marcos 10:11, 12.

Esses pastores e cantores, numa interpretação taxativa da Palavra, estariam todos condenados ao inferno! Mas, é aí que entra a graça. E se a lei é distante, a graça anda conosco, nos conhece, pois foi feita para que tivéssemos perdão nos momentos que nem mesmo nós conseguimos explicar nossos extintos.

Vou continuar apanhando dentro de um casamento infeliz porque não posso me divorciar? Uma ova! Quem gosta de apanhar é saco de boxe. Separar é a melhor solução (além de denunciar o caso à polícia). Viver em um casamento de fachada só para sustentar a imagem de família de margarina também não é algo saudável e positivo para ninguém, pois se está cultuando a mentira, e Deus trabalha com a verdade. Você deve lutar pelo seu casamento até onde você vir que vale à pena. As vezes é melhor estar sozinho(a) do que ao lado de alguém que só traz sofrimento para você.

Não faço aqui apologia ao divórcio, mas chamo a atenção para o fato de que viver de aparências é um conceito que não cabe mais na vida de quem quer ser feliz de verdade em Cristo. Esses casamentos de cantores e pastores que foram desfeitos, deram lugar a outros, talvez muito mais cheios de amor e intimidade com Deus do que os anteriores. E isso se repete nos relacionamentos de pessoas que não estão na mídia, mas que vivem esse dilema em suas vidas.

Não existem fôrmas para nós e nossos problemas. Cada um com sua cruz, seus pecados e mazelas. E Jesus com sua graça sem par, nos levantando em meio aos tombos e dizendo que conhece a nossa estrutura, sabe que ela é pó. O Deus que veio viver como nós, e não julgou uma prostituta em seu tempo mas antes tentou compreendê-la, com certeza sabe que a natureza humana não cabe em fórmulas de pessoas perfeitas, e é isso que faz dele um Deus excepcional.

E você, o que acha? Comente!

Tadeu Ribeiro
Fonte: tadeuribeiro@portaldt

4 thoughts on “Cantores e pastores que se divorciam: o que Deus pensa sobre isso?

  1. DIVÓRCIO PARA IRMÃOS E
    PARA OS PASTORES

    SEGUNDO A BÍBLIA.

    Bem, meu irmão, acho que todos concordamos que divórcio nunca foi nem é o plano ideal de Deus, divórcio deve ser evitado a todo custo, o pastor e a igreja devem condená-lo e desencorajá-lo o mais veementemente possível. Mas, infelizmente, há casos que já aconteceram e não podem mais ser reparados, tudo que podemos fazer é, obedecendo a Deus e com Sua graça, tentar controlar os prejuízos futuros para que sejam os menores possíveis.

    Caso 1: Um homem está tendo problemas no casamento e procura meu conselho: A Bíblia indica que ele deve fazer o máximo para conservar ou restaurar seu casamento. Deve se arrepender dos seus pecados e erros contra sua esposa e casamento, deve se humilhar, confessar e pedir perdão pelos seus erros, deve perdoar todo e qualquer pecado de sua esposa (afinal, quanto Deus já nos perdoou, quantas infidelidades nossas…), deve pacientemente dar a ela provas e tempo para acreditar na sua mudança, deve insistir sinceramente para restaurar seu casamento. Fazer o máximo possível.

    Caso 2: Um homem se divorciou mas ainda não se casou com outra mulher, e procura fazer o melhor ante Deus: A Bíblia indica que:
    – Primeiramente, ele deve fazer o máximo para refazer seu antigo casamento. Como no caso anterior, ele deve se arrepender, se humilhar, confessar e pedir perdão pelos seus pecados e erros, deve fazer reparação de tudo que puder, deve perdoar sua esposa (afinal, quanto Deus já nos perdoou, quantas infidelidades nossas…), deve pacientemente dar a ela provas e tempo para acreditar na sua mudança, deve insistir sinceramente para restaurar seu casamento. Fazer o máximo possível.
    – Se tal restauração do casamento for totalmente impossível porque ele tem coração duro demais para perdoar uma grave infidelidade ou outro grave desvio sexual da esposa, ou porque sua esposa de modo algum o quer receber de volta (mesmo que ele, já por alguns anos, tenha estado sincera e intensamente tentando tal restauração do casamento), então ele estará livre e poderá se casar com outra mulher, sem desagradar a Deus, desde que seja com uma verdadeira crente (solteira ou viúva).
    – Em todos os demais casos: ele tem culpa ante Deus; portanto, se ele realmente quer alegrar a Deus, deveria considerar a si mesmo como eunuco e não se casar com uma segunda mulher.

    Caso 3: Um homem se divorciou, mas não quis realmente obedecer e servir a Deus somente e ao máximo, portanto não fez nada do acima, ao contrário, foi em frente e se casou uma segunda vez, de forma absolutamente dentro das leis do país. Agora, dedicou sua vida a Deus, quer obedecê-Lo e servi-Lo, e nos pergunta que fazer.
    Bem, a Bíblia indica que: Ele errou em muito, ao se divorciar e se casar com outra mulher. Ele não mais poderá vir a exercer o ofício de pastor, nem sequer o de diácono, por que não ficar contente em servir a Deus de outras formas? Mas poderá vir a ser salvo, a ser batizado e a tomar a ceia do Senhor. Ademais, seria errado a igreja pressionar ou pedir ou esperar ou tolerar que abandone sua nova e fiel esposa, muito mais que abandone os filhos que ela lhe deu. Casos 4, 5, 6: Idem aos casos acima, mas agora referentes a uma mulher. A Bíblia silencia quanto à mulher se separar e se divorciar do marido, e se casar com um segundo homem. Se eu fosse uma mulher, penso que seria mais seguro eu ir pelo lado da segurança e tomar o silêncio de Deus como se fosse uma não provisão para eu me separar/divorciar/casar com outro homem. Mas, se a mulher não quiser fazer com eu faria, não quiser ir pelo lado da segurança, então pelo menos não vá além do que a Bíblia indica nos 3 casos acima, para homens.

    Deus abençoe, irmão.

  2. A palavra é clara que Deus aprova o divorcio apenas por adultério quando um dos conjungis adultera a vitima da traição pode da carta de divorcio e a palavra não diz não ti casarás novamente. Assim sendo, aquele que dá a carta de divorcio está livre para casar novamente. Mais nos dias de hoje é muito difícil a manutenção do casamento somente aqueles que tem um imenso temor e obediência a Deus se sujeitará os desequilíbrios conjugais e se mantem firme no proposito de Deus. No passado os casamentos duravam porque as mulheres eram submissas aos seus esposos, elas não tinham saída se houvesse uma separação, nem mesmo os pais lhe dariam apoio. Hoje as mulheres são inteiramente independentes elas tem o seu emprego, estudam, se capacitam e não precisam mais do homem para sobreviverem, por conta disso aqueles que tem a sua mulher amiga, companheira, carinhos, ajudadora, cuide bem dela porque mulher para cama a gente encontra da melhor qualidade em cada esquina mais com essa qualidades sitadas é mosca branca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *