Notícias Locais

Dentre os presos havia cinco membros de uma mesma família e um pastor evangélico

 

Apoc. 3:11-Venho em breve! Guarda o que tens, para que ninguém tome a sua coroa.

Detalhes sobre a “Operação Mont Blanc”, que resultou na prisão de uma quadrilha neste mês, acusada de cometer crimes de estelionato foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública nesta terça-feira (12) em entrevista coletiva à imprensa. De acordo com a Polícia, dentre os presos havia cinco membros de uma mesma família e um pastor evangélico.

A operação foi deflagrada pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) com apoio do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), Tático Integrado Grupos de Repressão Especial (Tigre) e policiais do Grupo de Investigação da Delegacia Geral (GIDG), além de parcerias com Correios e uma instituição financeira (não informada), responsável pela emissão dos cartões.

A quadrilha tinha ramificações em vários estados e clonava cartões de crédito para utilizar em compras diversas, como: viagens, aparelhos eletrônicos, carros, etc. Os acusados vinham sendo investigados desde meados de 2017 e foram presos em flagrante nas cidades de Maceió e Cajueiro.

Durante a audiência de custódia que aconteceu na última sexta-feira (8), a justiça determinou a prisão preventiva dos membros para evitar que houvesse interferência no processo, tendo em vista o poder de articulação da quadrilha.


Refúgio Maceió

👉 www.refugioinbox.com.br

PROMO: MACARRONADA A BOLONHESA… – R$ 12,00

Spaghetti ao molho bolonhesa, cheiro verde e queijo ralado


Modus Operandi

A quadrilha tinha acesso aos dados pessoais de grandes Executivos de Multinacionais e, em posse destes dados, conseguiam solicitar os cartões sem teto de limite. Por uma de segurança e estratégica, a SSP não quis informar de que modo a quadrilha tinham acesso aos dados dos empresários e empresas.

Oito cartões foram detectados durante o monitoramento à quadrilha. Estes foram rastreados para os endereços onde os suspeitos foram presos: um dos cartões estava em um endereço no bairro do Farol; um cartão no bairro de Santa Lucia e seis cartões para o bairro Cidade Universitária.

João Paulo Nogueira Ferreira, 28 anos, foi identificado como o chefe da quadrilha e foi preso na cidade de Cajueiro, na Zona da Mata alagoana. Luiz Ricardo Correia de 45 anos, Luciano Rodrigues Silva, 37 (pastor evangélico), José Havelange Nogueira, 43, Maria Isabel Nogueira Ferreira, 49, Rita de Cássia Calheiros de Amorim, 42, Aderval Nogueira, 46, João Paulo Lima Acioly 37 e Maria Marta Nogueira de 47 anos foram os demais integrantes presos pela polícia.

Acesse: www.cedovenho.com.br-www.facebook.com/portalcedovenho-twitter.com/ContatoCedo
Fonte: 7segundos – Ouça: Web Rádio Cedo Venho – 13/12/2017

COMENTÁRIOS – O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar