Política

De novo Crivella é absolvido de impeachment

Foto: Marcos Corrêa/PR

A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro rejeitou, nesta quinta-feira (20), um novo pedido de abertura de processo de impeachment do prefeito Marcelo Crivella (PRB).

A solicitação foi rejeitada por 28 votos a 14. Houve duas abstenções e o presidente da Casa, vereador Jorge Felippe (MDB), é impedido de votar pelo regimento interno.

O mais recente pedido foi entregue na terça-feira (18) e protocolado na Casa no dia seguinte. Vereadores da oposição acreditam que o fato de prefeito ter se tornado réu justifica o pedido de impedimento de Crivella.

Pesa sobre o prefeito a suspeita de favorecimento a integrantes da igreja evangélica, em um episódio que ficou conhecido como “fala com a Márcia”, ocorrido em julho. Esta foi a terceira vez nesse ano que os vereadores analisaram requerimentos pela saída do prefeito.

Há menos de uma semana, Crivella se envolveu em nova polêmica ao ter se encontrado com funcionários da Comlurb e pedido votos para candidatos do PRB. Um deles é o próprio filho do prefeito, Marceo Hodge.

Derrotados, vereadores da oposição ao prefeito no Palácio Pedro Ernesto lamentaram que a Casa nem se disponha a discutir as supostas irregularidades apuradas pela Justiça.

O vereador do PSOL Paulo Pinheiro esclareceu que, caso a Câmara aceitasse a abertura do processo, o que se faria era apurar a possibilidade de impedimento de Crivella.

“Não estamos votando o impeachment do prefeito, nem votar a abertura do processo eles querem. Acharam que isso era uma discussão menor”, afirmou Pinheiro.

Fonte: comunhao – 22 de Setembro de 2018

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar