DestaqueMúsica

Cantora gospel famosa no RJ, é acusada de “calote” e se recusa a devolver dinheiro

Uma grave denúncia envolvendo a cantora gospel e pastora  Gilene Cavalcante, veio a tona nos últimos dias e chocou o mundo gospel.

A pastora é conhecida por ser fundadora e líder do “Ministério Ardendo em Fogo.”Gilene está sendo acusada de cancelar um evento e não devolver o dinheiro do cachê, prática que já está se tornando trivial entre os artistas do meio gospel.

A cantora estaria participando da última edição da vigília “Desperta Siloé,” que aconteceu em Presidente Prudente São Paulo. Depois de acertar os valores e exigências com a organização da vigília, a pastora pediu que fosse depositado o valor do cachê antecipadamente.

Dois depósitos foram feitos na conta pessoal da pastora, um no valor de R$ 300 reais, e outro no valor de R$ 1.000 reais, totalizando R$ 1.300 reais.

Depois que recebeu o dinheiro a pastora simplesmente postou em suas redes sociais que sua participação havia sido cancelada. Procurada pelo o contratante a pastora deu algumas “desculpas esfarrapadas” que não convenceram os organizadores.

Informações dão conta que a pastora se apresentou em outra cidade no mesmo dia da vigília. Até o momento a pastora Gilene Cavalcante não reembolsou os contratantes.

Gilene Cavalcante Perreira Guimarães pastoreia a “Assembléia de Deus Vivendo a Arca” e disputou o cargo de deputada estadual pelo (PODE) RJ, nas últimas eleições.

Fonte: gospelplanet –  11 de Outubro de 2018

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar