DestaqueMundo Cristão

Perseguição e miséria levam crentes a se batizarem de forma improvisada pelo mundo

Veja alguns exemplos de batismos realizados em circunstâncias “incomuns” para nossos dias, mas reais para muitos crentes em todo o mundo

A Bíblia relata o encontro de um homem chamado Felipe com um oficial da África. Depois que Filipe compartilhou o Evangelho com o oficial, ele acreditou em Cristo e desejou ser batizado. Os dois homens chegaram à única porção de água à disposição naquele momento – presumivelmente um riacho ou lagoa – e o oficial foi batizado por Felipe, diante de nenhuma plateia.

Hoje, em pleno século 21, os batismos costumam ser bem diferentes em países da Américas, da Europa… A demonstração externa de fé pelo batismo acontece em piscinas projetadas e batistérios confortáveis dentro das igrejas e muitas vezes com água aquecida.

Mas em muitos lugares ao redor do mundo, as pessoas são batizadas nas mesmas circunstâncias que o eunuco etíope de Atos 8 – em qualquer água disponível. Alguns o fazem em relativo sigilo para evitar a perseguição dos governos ou de sua comunidade.

Embora os batismos possam variar, o mesmo Deus é glorificado pelo lembrete visível de que alguém passou da morte para a vida e agora vive em um relacionamento restaurado com o seu Senhor.

Veja alguns exemplos de batismos realizados em circunstâncias “incomuns” para nossos dias, mas reais para muitos crentes em todo o mundo.

África do Sul

A Prisão Kirkwood, em Port Elizabeth, na África do Sul, não tem um tanque adequado para batizar os presos que chegam à fé. Isso não impede que o missionário do Conselho da Missão Internacional Helmer Jenson e seu parceiro ministerial sul-africano, que estão envolvidos em um ministério de prisão através de uma igreja local, ajudem os presos a seguir o exemplo de batismo de Cristo. Eles trazem uma piscina deflacionada para a prisão uma semana antes de uma cerimônia de batismo e a deixam com o capelão da prisão. Na manhã do batismo, os líderes internos recebem permissão para inflar a piscina e enchê-la com água no pátio da prisão. O pátio é forrado de janelas de celas, de modo que os batismos são um testemunho público da escolha do homem para seguir a Jesus.

Moçambique

Nos arredores de um bairro portuário em Quelimane, Moçambique, um líder da igreja ajuda as pessoas reunidas a serem batizadas a descerem a costa enlameada até um pastor local e missionário do IMB, Matthew Stauffer, que a aguarda na água. A igreja cresceu rapidamente nos últimos anos e deseja ver todo o bairro logo batizado nessas águas.

Botsuana

Quando os missionários do IMB Tim e Lee Shaw receberam voluntários de sua igreja local na Geórgia, todos decidiram ir à vila de Etsha, no norte de Botsuana, para evangelizar entre os povos não alcançados. Três pessoas vieram à fé e duas foram batizadas. A única porção de água disponível estava repleta de crocodilos, então os Shaw tiveram que apresentar outro plano. Eles encontraram alguns blocos de concreto e uma lona, construíram um tanque improvisado e batizaram os dois novos cristãos.

Ásia

Um pastor local e anciãos da igreja no sul da Ásia batizam novos crentes em um poço fora de uma pequena igreja rural. Os cristãos novos neste país muitas vezes pedem para ser batizados no início da manhã e em locais menos povoados. Embora não seja ilegal ser um cristão ali, as leis anti-conversão do país levam a um intenso escrutínio dos cristãos e dos novos crentes existentes se um batismo tiver ocorrido.

Camboja

Depois que uma jovem no Camboja decidiu seguir Jesus, a missionária do leste da Ásia que a levou à fé providenciou seu batismo. Ela encontrou um tanque de água inflável – usado para entreter as crianças em um dia quente – e colocou-o em um banheiro onde a jovem foi batizada.

África Ocidental

Depois de um ano de missionários da IMB e seus parceiros nacionais compartilhando o Evangelho em uma cidade rural da África Ocidental, os parceiros locais finalmente viram dois homens virem a Cristo. Eles levaram os homens para um rio próximo que corre ao longo da periferia da cidade e os batizou em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Leste Asiático

Apesar das restrições à liberdade religiosa neste país do Leste Asiático, o batismo em muitos lugares pode ser feito em público. A maioria das igrejas domésticas não tem meios para batizar dentro da casa, então os cristãos frequentemente se reúnem em lagos, nascentes ou resorts para batizar novos crentes. A mulher acima, por exemplo, está sendo batizada em um resort local de fontes termais por membros de sua igreja doméstica. O grupo de observadores é geralmente pequeno para não atrair atenção, mas em geral, os novos cristãos sentem-se à vontade para convidar amigos próximos e familiares, independentemente de suas crenças.

Áustria

As pessoas na Áustria frequentemente associam o batismo à prática católica de aspersão de bebês. Quase um terço dos austríacos foram batizados como bebês. Mas quando Rodolpho Reynier Roale Martins foi levado à fé por sua esposa Anna, ele sentiu que precisava ser batizado como um novo seguidor de Jesus. Ele foi discipulado por várias semanas antes de se sentir pronto. Ele foi batizado no Kaiserwasser em Viena, no rio Danúbio que fica ao lado de escritórios das Nações Unidas.

Rússia

Os batismos podem ser realizados na Rússia com a aprovação do governo, mas os cristãos que participam do batismo crente, especificamente batistas, ainda recebem suspeitas de seus concidadãos. O batismo é visto como uma prática desviante da igreja ortodoxa tradicional, de modo que os estigmas sociais frequentemente acompanham a decisão de uma pessoa de ter um batismo de imersão total. Acima, um líder em uma igreja doméstica russa batiza um jovem em um lago no começo da manhã de domingo. Embora algumas igrejas tenham piscinas ou batistério permanentes, outras escolhem batizar em nascentes naturais de água. Os membros da igreja começam tocando canções de louvor e concluem com a Ceia do Senhor.

http://www.bpnews.net

Fonte: bpnews – 27 de Março de 2019

COMENTÁRIOS – O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar