DestaqueNotícias Nacional

Fiéis retratam via-sacra por igrejas e ruas do Centro de Vitória

O trajeto que Jesus percorreu até ser crucificado foi representado com cerimônias, cânticos e encenações. Pessoas presentes se emocionaram a cada parada

A via-sacra percorreu as principais ruas do Centro de Vitória, Espírito Santo, na noite desta sexta-feira (5). A procissão saiu da Igreja do Rosário e foi até a Catedral Metropolitana. Ao todo, foram 14 locais de parada durante a caminhada.

Durante o percurso, os fiéis interpretaram a trajetória de Jesus Cristo até que ele fosse sepultado. Eles fizeram encenações a cada parada e usaram cruzes para simbolizar o luto. Cânticos também foram entoados pelas pessoas presentes.

Lugares significativos do Centro de Vitória, como o Theatro Carlos Gomes, onde existia no passado a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, Igreja do Carmo, Convento São Francisco e outros monumentos importantes da história do Espírito Santo receberam o grupo de fiéis ao longo do trajeto.

As estações

A condenação de Jesus foi representada na primeira parada, realizada na Igreja do Rosário, através de uma cerimônia. Depois, na Igreja Nossa Senhora da Conceição da Prainha, foi mostrado Jesus carregando a cruz.

A terceira parada retratou Jesus caindo pela primeira vez e, logo na sequência, na quarta estação, ele se encontra com Maria. Esse, um dos pontos mais emocionantes do evento.

Outro momento que emocionou os fiéis foi na 11ª estação, que aconteceu na Igreja de São Tiago, quando Jesus foi pregado na cruz.

Fiéis se emocionam ao acompanhar cada etapa como se estivessem revivendo o momento e levam a cerimônia como reflexão.

“É um tempo da gente pensar mais em Jesus Cristo que tanto sofreu por nós. É um momento de refletir a nossa vida ”, relata Maria Dolores.

https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2019/04/06/fieis-retratam-via-sacra-por-igrejas-e-ruas-do-centro-de-vitoria-es.ghtml

Fonte: g1 – 07 de Abril de 2019

COMENTÁRIOS – O conteúdo Dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar